Sunday, August 07, 2005

Poesia da tarde louca do Irã

Viva a laranja da Pérsia,
e o tapete persa
viva a persiana
que encobre nosso segredo de medusa
viva o desfiladeiro das termópilas
viva Esparta, Leonidas,não parta
viva a partasana
alabarda de infantaria, aguda e larga
viva a História dos mortais
que te saúdam

4 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Viva o ovo azul-turquesa,
balcão onde se reunem
os biriteiros e abstêmios
para saborear um ovo avermelhado
cozido no calor das discussões.
Um beijo,
Tom

9:24 AM  
Blogger parla marieta said...

Viva a persiana que me esconde, que me protege.
Viva o dia em que resolvemos sair de trás das cortinas e das persinanas e nos conhecemos.
Te amo.
Little.
dove sei?

11:35 AM  
Blogger Leila Silva said...

E Viva a Mhel (hors concours)e seus textos maravilhosos.
Beijos

2:05 PM  
Blogger MilaF said...

Acabei de descobrir que gosto dos teus poemas. Como boa poetisa frustrada, eu não gosto de uma porção de poemas. Dos teus gostei. Explico? Não se explica. Se sente. Se ouve. E os teus versos falaram comigo.

Engraçado.

Beijo.

11:38 AM  

Post a Comment

<< Home


Web Hosting Services