Sunday, November 13, 2005

Ponte Frágil

Ao redor apenas o quase murmúrio, líquido.
Todo o sentimento, mar profundo, um surdo tocando em algum lugar.
Tranças de prender, caverna escura, água salgada, intensa, vermelhos atemporais.
Terremotos, tsunamis, corredeiras, águas que arrastam lavas, mar ardente
Empurrado, puxado, despregado,
Enfim, vê a luz no fim do túnel.
Seu grito desperta a vida.
Ponte entre o silêncio e o espanto.

1 Comments:

Anonymous Clarice Villac said...

Mhel,

esta edição do Ovo Azul Turquesa está forte, de intensa e surpreendente cratividade...

difícil de definir, arriscado para adjetivar, nos coloca no ponto brechtiano de percepção da vertigem, surpresa, interrogação...
humm... sem cintos de segurança...

Sendo assim, lhe envio um beijo, simples...

6:24 PM  

Post a Comment

<< Home


Web Hosting Services