Sunday, November 20, 2005

E o tigre de mil bocas rolou, estilhaçando o solo.
(a cotovia cantou em algum lugar do Norte).
E a fumaça subiu enquanto assavam búfalos
(os galos fugiram do amanhecer, mudos de espanto)
E Pedro negou dez, Judas beijou quarenta,
(todos os jornais mentiram infinitas vezes)
E o ouro escorreu pelas mãos ávidas dos poderosos
Enquanto o tigre de mil bocas, faminto
Levantou seu dorso esquálido.
E com uma só patada,
destruiu, engoliu, arrasou
E comeu
Ricos e pobres, brancos e negros,
oceanos e nuvens
O tigre de mil bocas digeriu o mundo

Depois dormiu cem anos esperando o Messias.

3 Comments:

Anonymous Barbara said...

Gostei muito dos seus textos, parabéns! Nem sei de qual gostei mais... difícil escolher pela qualidade, pela originalidade e pela atmosfera enigmática em todos eles,mas cada um com suas particularidades.
Beijos
Biba

4:05 PM  
Blogger Cláudio B. Carlos (CC) said...

Oi!

Gostei muito do texto...

CC.

12:48 PM  
Blogger Rubens da Cunha said...

êta, que Breton anda assombrando este ovo. gosto muito deste fantasma, e do susto que ele provocou no texto :))
beijos
rubens

6:34 PM  

Post a Comment

<< Home


Web Hosting Services