Sunday, January 15, 2006

LIÇÃO DE CASA


Pintura Gustav Klimt

Ela chegou iluminada. Cheirava a pecado, toda trêmula de susto e de tesão, a culpa escorrendo pelos poros como mel.

E a gente bebia as palavras do errado com delícia.

E o não devido, o proibido se tornava para nós elixir suculento e sorvíamos as palavras, a serpente subindo pelas pernas, calor afogueando os braços nus.

Era verão ainda por cima, o inferno parecia mais próximo da pecadora e como queríamos arder também no caldeirão!

Ela falava - o peito arfando, a voz velada de desejo, o medo percorrendo o cio.

Nós escutávamos com os dedos trêmulos, bebíamos a história alheia com volúpia. Era nossa guia no caminho da transgressão e ouvíamos caladas, vivendo seus meandros, aguardando um desfecho que nunca vinha, o castigo temido e ansiado para afastar aquela idéia perniciosa de que era possível ser feliz errando.

Os corpos suados de meninas esperavam cada minuto do relato com coração suspenso. E ela nos guiava pelos igarapés do erro nas certezas sábias de paixão. Nossa lanterna no rio escuro do desejo era a carne trêmula e o olho aceso dela conduzindo o barco.

Temíamos o naufrágio? Sim, temíamos. Mas parecia tão forte estar ali ouvindo o despenhadeiro, percebendo o eco da garganta perigosa que nos esperava. E escutávamos tensas de safadeza, lânguidas de culpa, o mal-feito alheio.

Quando os adultos chegaram, desfazendo o encanto, cada uma de nós já se tornara, irremediavelmente, uma rebelde mentirosa.

E sabíamos, para o resto da vida, que o pecado tem mérito.

8 Comments:

Blogger Ze das Onças said...

É sempre uma ins-piração ler seus textos. Uma força poética que justificaria o restante. Nunca me sinto seguro de opinar. As palavras não são suficientes para definir as muitas coisas belas da vida.

Um cheiro

José Mattos

8:26 AM  
Blogger Saramar said...

Nossa!!!
Não sei se é poema, não sei se é prosa, mas seja o que for, é muito bom! É lindo, é belo e é delicioso.
Deu uma vontade de pecar!!! Ainda bem que já passei da época...rsrsrsrs
Beijos

9:43 AM  
Blogger Leila Silva said...

Mhel,

Este eu n u n c a tinha lido, muito mhel, muito bom e adoro tb esta ilustraçao, este Klimt. Tenho um livro lindo sobre ele que ganhei de presente.
Beijocas

12:16 PM  
Anonymous Anonymous said...

Mhel, vamos pecar?
beijos,
Tom

2:25 AM  
Anonymous tania said...

Mhel,onde foi que eu li este teu texto sem ser aqui?
Ele é belíssimo e lembrei assim que
iniciei a ler.
Se não foi em outro lugar,tive um 'deja vu', porque esperava pelas palavras antes de lê-las.
Encantou-me.
belo demais.
beijos,Tania

12:57 PM  
Blogger parla marieta said...

Piração, disse o Zé!
vontade de pecar, Saramar.
Adoçou a mhel, a Leila.
Tom quer pecar junto.
Tania encantada está.
E eu? pobre mortal? tudo isso e muito mais.
Você é perfeita, sorella.
baci

6:53 PM  
Blogger parla marieta said...

Se eu não me engano, Mhel, votei nesse texto para o quarto ou quinto livro, não foi?
Mas ele não foi o seu escolhido.
:o))
beijos
te amo

6:57 PM  
Blogger Nina said...

Querida Mhel
Sincronicidade existe. Depois de um longo tempo, volto a postar no Almas Inquietas e respondo aos comentários delicados dos amigos e visitantes. Aí vem a sincronicidade:
Acabei de colocar um post sobre serpentes e desejo. Venho aqui e leio este texto lindo, lindíssimo, sensual.
Sou sua fã, sempre, embora comentarista sazonal.
Um beijão.

5:44 AM  

Post a Comment

<< Home


Web Hosting Services