Friday, July 29, 2005

Em algum lugar

Em algum lugar anoitece
Mas é longe demais e não importa
Em algum lugar anoitece
E a lua parece
Uma resposta
Em algum lugar anoitece
Ma na alma
É sempre esta manhã
Sem calma e descomposta

6 Comments:

Anonymous Clarice Villac said...

Linda demais, Mhel,

com um ritmo que envolve,

e deixa a sensação de reencontro

com uma dimensão única

e intensa.

um beijo,
Clarice.

7:48 PM  
Anonymous Anonymous said...

Eu quero saber quando é que começam a servir os canapés!

12:33 AM  
Anonymous Edison Veiga said...

Na minha noite um coração solitário tem a forma da lua cheia de pretextos pra nunca mais amanhecer de novo.

6:33 PM  
Blogger parla marieta said...

Ah, Merrel, querida.
que maravilha.
Onde você põe a mão... obras primas. Escolhidas a dedo
beijos

9:22 PM  
Anonymous Anonymous said...

Eu sabia que um dia eu conseguiria chegar até aqui e lhe deixar uma mensagem, com um pedido expresso de quem não enxerga direito: troque as borboletas por piripampos e dê um pouco de luz lá na frente.
Mais um pedido: coloque um manual de instruções para os leigos qui nem eu.
beijos carinhosos,
Tom

7:28 PM  
Anonymous Vivi said...

É um cântico da alma.

Obrigada por suavizar inumeras vezes a dor de amanhecer.
Beijos
Vi

9:12 PM  

Post a Comment

<< Home


Web Hosting Services