Monday, March 06, 2006

Pintura - Milton Sobreiro



Numa tarde com gatos e uma canção


Você abre a geladeira e o ovo está lá. Único sobrevivente do pesadelo.

Longe alguém canta em surdina:

Minha vida que parece muito calma...

Você reconhece a música - CD da Betânia, milhas navegadas para trás.
A voz continua docemente:

tem segredos que eu não posso revelar...

Você sabe que tem.
Olha o Ovo com certa ternura.

Fecha a geladeira. Lá fora o sol em gatos preguiçosos, chão quadriculado de sombras. Brisa ultrapassa a janela e cortinas voam.

Você pensa fortemente em verões, mas segura a lembrança nas pálpebras com mão febril.

De alguma janela basculante e suja:

escondida bem no fundo de minh’alma...

Você pensa: o que é alma?
Numa esquina qualquer, a buzina.

Você senta na mesa, alisa o pano quadriculado - azul e branco, como o uniforme do colégio. Onde andará Madre Teresa?
Morta e enterrada.

Abre a geladeira. Não tem fome, não sente nada. Olha o ovo em sua brancura gelada. É você.

não transparece nem sequer por um olhar...

Um olhar para onde? Quem iria procurar na íris castanha? Ninguém telefona, ninguém. A voz doce continua, quase Betânia, você pensa: é bonito...

Anda sempre conversando a sós comigo...

Você continua a música baixinho, mão na porta, bafo gelado vindo da luminosidade:

uma voz que eu escuto com fervor...

O sol aumenta seus domínios sobre o assoalho. Um gato miou.

Você pega o ovo, o último pedaço de pão.
Fecha a porta suavemente. Deixa o ovo na mesa e volta para apanhar as gotas.
Coloca muitas, todas.

O sol alcança o tapete puído. Os gatos se calaram.

Transformou meu coração em seu abrigo... e dele fez...

O Ovo rola lentamente pelo encerado.

Você fecha os olhos.
Ele se espatifa no chão

um roseiral em flor...

Você nota como a gema se espalha suavemente alcançando o sol.
E você cai.

5 Comments:

Blogger Leila Silva said...

Um belo conto que eu já conhecia...este título é ótimo.
Beijos

7:08 AM  
Blogger parla marieta said...

Tem algo nesse conto que me arrepia, mas não sei dizer o que é exatamente.
Muito interessante.
Mas por que ovo as vezes vem com letra minúscula e as vezes com maiúscula?
Beijos
te voglio bene, sai.

7:21 PM  
Blogger Felipe said...

Olá, só uma coisa: como você chegou até o portfolio do Milton Sobreiro? Eu criei o site pra ele mas pouca gente tem o link, pura curiosidade mesmo...

9:16 AM  
Blogger Helena said...

Felipe, eu não lembro exatamente, mas deve ter sido garimpando imagens. Adorei este trabalho dele que tinha tudo a ver com meu texto. Eu fui artista plástica anos, parei para me dedicar a escrever mas não perdi o amor pela arte visual.

Parabéns pelo site. Você poderia me dar o link de novo?

um abraço,

Helena

9:49 AM  
Blogger Felipe said...

Nossa, nunca mais entrei aqui, desculpa, o site do meu pai é

www.milton.sobreiro.com

:)

11:09 AM  

Post a Comment

<< Home


Web Hosting Services